25 fevereiro 2016

TÔ BEM, TÔ ZEN!

Hoje o assunto não é como cuidar da pele, unhas ou cabelo.
Não é a make do dia, a roupa da moda ou DIY.

Agora o assunto é saúde, sempre disse que a beleza vem de dentro para fora, e não ao contrário.

Uma vez ouvindo uma palestra, ouvi e refleti que nosso pior inimigo é nossa mente, e penso que é verdade, pois como vamos lutar contra nós mesmos ? Você sabe que arma usar, mas ao mesmo tempo também sabe como se defender, não há surpresas para nossos pensamentos.

Há quatro anos fui diagnosticada com depressão severa, e somente agora sinto que consigo recuperar minha  personalidade.


  • -Para ficar bem e zen como sugere o título, quem tem esse diagnóstico precisa de muito esforço e de fazer muitos sacrifícios, coisas que parecem banais para os outros para quem possui esse distúrbio se torna milhões de vezes resolver problemas, ou até mesmo coisas do dia-a-dia.


Sinto o desespero de algumas pessoas em ajudar quem está assim, mas ao mesmo tempo cometem erros, que são quase imperdoáveis a quem está sofrendo, então se quer mesmo ajudar alguém, se liga ai nas dicas da tia juju !




  1. NÃO, em hipótese alguma julgue a dor do outro. 
  2. Esqueça as cobranças do tipo:  você tem que ficar bem - você ainda não melhorou? - Quando você vai parar de chorar?          
  3. Não force a barra, se a pessoa disser que ela não quer fazer algo, ela não quer, ela é deprimida não sem vontades próprias
  4. NUNCA compare sua dor a dela, mesmo que você já tenha passado por situações parecidas, isso só vai parecer que ela é fraca por não conseguir se livrar dos problemas, e mesmo que a intenção seja a melhor, irá causar um caos.
  5. E acho que o mais importante a se aprender é: não é porque ela está chorando que esqueceu de tomar seus remédios ou está tendo uma recaída, todas as pessoas, possuindo esse diagnóstico ou não, tem sentimentos, e dentre eles está a tristeza, e aqui voltamos ao tópico 1, não julgues.
Ao ler essa micro lista do que não fazer/falar a uma pessoa com depressão, você deve estar pensando mais eu não julgo, e eu te digo, JULGA SIM, temos em nós o achismo que podemos julgar, que podemos decidir pelos outros, que sabemos os melhores caminhos.

O processo de recuperação da depressão é doloroso, tanto quanto ela.
É extremamente difícil conviver com alguém depressivo, eu particularmente perdi (ou me livrei) de muitas pessoas, pessoas que sempre imaginei que estariam ao meu lado, mas olha só não estavam não é mesmo? rs

É fácil aguentar o "drama" na primeira semana, no primeiro mês, mas depois se torna cansativo, se pra nós que temos a doença já é cansativo reclamar sempre das mesmas coisas, imaginem para quem se propõe a ficar ao nosso lado.
Por isso para mim a terapia funcionou muito, mas como eu disse cada um tem histórico, e existe infinitas maneiras de tratamento, não se assuste com a possibilidade de ter que fazer um medicamentoso, se eles existem é porque são para serem usados, é para o próprio bem, depressão tem cura, e apesar de ter uma estrada longa e cheia de obstáculos, é recompensadora.

Recompensa quando voltamos a nos sentir nós mesmos, pois nos momentos mais difíceis, ficamos irreconhecíveis, perdemos o tesão, perdemos a vontade de conversar, de ser social, ficamos distantes da nossa própria personalidade, isso é triste, mas olha vai passar! 


  • Mas não me digam que têm depressão pelo simples fato de estar chorando dois dias, ou por um término de namoro, depressão é mais grave que isso, envolve toda uma família, e pessoas que se importam. 


- Ofereça ajuda, mas aceite que as vezes você não poderá ajudar.
- Cuide mas saiba que as vezes, não vão querer seu cuidado.
- A melhor ajuda é se propor a escutar, e respeitar, talvez a palavra que defina tudo que disse, é RESPEITE.

Cada um tem seu tempo, não somos programados, e você que assim como eu enfrenta quarenta mil leões por dia, saiba que você também não precisa se cobrar tanto, melhore, mas melhore por você pela sua saúde.

Não culpe - se caso queira chorar!  C H O R E, reze, converse, isso nos ajuda! Ocupe a cabeça,  elimine seus problemas e aprendam algo bem simples se você não tem como solucionar um problema, ele não tem solução e  PONTO.  Não se culpe tanto. 

Com o passar do tempo, aprendemos a lidar com a nossa depressão , a evita - lá



Pretendo vir sempre que possível abordando esse assunto, pois sei como precisamos ler a realidade quando estamos nesses momentos, sem muitos termos médicos ou opiniões que não nos interessam,  pois se eu ajudar pelo menos uma leitor (a) já me darei por satisfeita.

Obrigada por me permitirem abordar um assunto tão denso, mas que também é saúde, é moda, é o bem estar de uma grande parte da população!


Não deixem de me seguir nas redes sociais @juubariani em todas elas.

Fiquem bem, e até a próxima.


Texto por: Jú Bariani
                             

Nenhum comentário:

Postar um comentário

© Ana Julia Machado - 2015-2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Beauty Design.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo